Se o Universo é tão incontrolável e imprevisível, tão cheio de possibilidades, por que nossos pensamentos sobre nossas vidas são tão limitados?