O diamante, segundo a sabedoria tibetana, representa o potencial oculto que existe em todas as coisas, geralmente chamada “vacuidade”.